Olem? Mostra Literária

Olem ? Mostra Literária Os alunos dos 3º Anos, realizaram um trabalho maravilhoso, viajando na leitura do livro Felpo Filva. A história conta que esse coelho chamado Felpo era solitário, não tinha amigos e nunca conversava com ninguém; mas era um famoso poeta e escritor. Quando era pequeno, seus amigos zombavam de sua orelha, pois uma era mais curta que a outra. Isso o deixava muito triste e sua tristeza piorou ainda mais quando pediram que ele usasse um aparelho para esticar a orelha curta. Certo dia, quando Felpo já era um poeta famoso, tomou uma decisão; fez primeiro o mais importante e resolveu contar para todo mundo a triste história de sua vida. Escreveu a sua autobiografia, sendo proativo. Sentou em uma escrivaninha ao lado da máquina de escrever (seu meio de comunicação antigo), mas seus pesamentos foram interrompidos pela campainha. Era o carteiro que além de entregar-lhe uma pilha enorme de cartas , que ele não lia nenhuma e ia direto para o fundo do baú. Em meio a tantas cartas, um envelope grande, lilás, amarrado com um laço de fita de cetim chamou a sua atenção. Curioso, ele o abriu e leu. Era Charlô criticando seus poemas. Ele ficou tão nervoso quando terminou a leitura que sua orelha direita começou a tremer. Felpo pegou a carta e jogou no lixo, não conseguia esquecer as palavras de Charlô; não compreendia o porque de não ser compreendido por ninguém. Pensou, pensou, pegou a carta do lixo, desamassou, leu e releu umas quinze vezes. Pensando ganha-ganha percebeu que a sinceridade dela era bacana; e que tinha que confiar mais nas pessoas e, com isso, guardou a carta amassada na gaveta da escrivaninha. Foram chegando cartas e mais cartas de Charlô e Felpo ficava irritado com a ousadia dela re-escrever seu poema e ainda dizer que ele não tinha imaginação. Cheio de dúvidas, admitiu que Charlô tinha talento para escrever e que tinha até um certo senso de humor. Além da máquina de escrever, nos ensinou vários textos literários como a carta, fábula… Felpo resolveu abrir seu coração, sendo proativo e sempre com o objetivo em mente e contou tudo para Charlô, mesmo sabendo de suas diferenças. Continuou escrevendo poemas, textos e frases, assim como nossos alunos que montaram um livro individual sobre Felpo Filva e Charlô. Ele ficou tão feliz com isso que sua orelha esquerda tremelicava quando estava feliz e com isso ele próprio aceitou que mesmo tendo suas orelhas diferentes, tinha Charlô que o respeitava, mostrando-se também proativa. A felicidade de Felpo era tanta que resolveu fazer uma receita de sua avó de bolinhos de chocolate e foi correndo colocá-la no correio. Tempos depois, em um belo dia de muita chuva, chegou um envelope lilás e era um cartão-postal todo encharcado. Não entendendo nada o que estava escrito porque este cartão-postal estava molhado, saiu correndo para a casa de Charlô achando que ela estava precisando de sua ajuda. Na verdade, ela estava convidando Felpo para tomar um chá com os bolinhos de chocolate em sua casa. Ficaram tão amigos, criaram tanta sinergia que até fizeram uma canção. Charlô ficou tão emocionada quando Felpo escreveu um conto especialmente para ela que deu um beijo em Felpo e o pediu em casamento. Na hora ele desmaiou de tanta felicidade. Para finalizar esse belíssimo trabalho, as crianças homenagearam Felpo e Charlô, montando diversas cenas dessa linda história com massinha em uma caixa para expor na Mostra Literária. As crianças identificaram também lendo esse livro, os SETE HÁBITOS altamente eficazes e usaram uma ferramenta de liderança chamada tempestade de ideias. Afinaram o instrumento com louvor na apresentação para pais, familiares, amigos e visitantes. Parabéns, juntos somos melhores!!!