Carreira – Medicina

O que faz o profissional

O médico é o profissional responsável por investigar a natureza e as causas das doenças humanas, procurando sua cura e prevenção. Assim, ele estuda e trata os problemas que afetam a saúde humana, escolhendo as melhores técnicas e remédios para esse fim. Ele faz o diagnóstico das doenças, solicita ou realiza exames, recomenda o uso de medicamentos e executa cirurgias. Participa também de programas de prevenção e de planejamento da saúde pública. Seus locais de trabalho tradicionais são consultórios, clínicas, postos de saúde, hospitais e empresas. Como a medicina é uma ciência em constante e rápido avanço, é importante que o médico se mantenha muito bem informado sobre as novas drogas, equipamentos e doenças, para realizar diagnósticos mais precisos e recomendar tratamentos mais eficientes aos seus pacientes. Para isso, o profissional deve sempre fazer cursos de atualização e participar de congressos.

O curso

Dia-a-dia

Durante toda a graduação, esteja pronto para enfrentar uma rotina puxada. Além de o curso ser integral, durante o pouco tempo que sobra você vai ter que fazer muitas pesquisas, trabalhos e plantões nos hospitais-escola. Você também vai ter que aprender a trabalhar em equipe, já que a maior parte das atividades é realizada em grupo ou exige interação com outras pessoas – a começar pelos pacientes, claro. Saber se relacionar é tudo.

Disciplinas

Nos dois primeiros anos do curso, você vai estudar as matérias básicas da área da saúde: anatomia, fisiologia, histologia, entre outras. Ou seja, vai aprender como funciona o corpo humano. Em algumas escolas, essas aulas são compartilhadas com alunos de cursos afins, como enfermagem, fisioterapia e ciências biomédicas, por exemplo. Nessa fase, prepare-se para passar muito tempo dentro de laboratórios e até para lidar com cadáveres de pessoas e animais, embora em algumas escolas eles estejam sendo substituídos por bonecos de alta tecnologia, que simulam reações humanas. A partir do terceiro ano começam as disciplinas profissionalizantes e o contato com os pacientes. Você vai fazer exames clínicos e cirurgias e estudar as diferentes áreas da medicina, para ter condições de escolher sua futura especialização.

Ingressando no mercado

Depois de terminada a faculdade, vem a residência médica, curso de dois anos em que você tem a oportunidade de aprofundar-se na especialização escolhida e adquirir experiência. É bom se preparar com antecedência, porque, como o vestibular, as provas de ingresso nos melhores hospitais são muito concorridas.

Mercado de Trabalho

De modo geral, o mercado de trabalho para o médico é estável, já que esse é um profissional sempre necessário, em especial nas áreas de clínica geral, pediatria e ginecologia e obstetrícia. No entanto, a oferta de trabalho pode variar de acordo com a especialidade e, principalmente, com a região de atuação. Em locais onde há grande concentração de indústrias, por exemplo, há mais oportunidades para os profissionais especializados em medicina do trabalho e alergia e imunologia. Nas grandes cidades, há muitos profissionais de todas as áreas, por isso a concorrência é acirrada e, muitas vezes, é preciso se dividir entre diversos hospitais e o consultório para ter um bom rendimento. Por outro lado, sobram vagas no interior do país. No momento, estão em alta os médicos especializados em males relacionados à velhice, como geriatras, reumatologistas, cardiologistas e oncologistas, já que a expectativa de vida da população tem aumentado a cada ano. O mesmo acontece com os dermatologistas e cirurgiões plásticos, por causa da grande preocupação estética dos brasileiros.

 

Ocupações relacionadas